O Nome

22-05-2022

Que Nome mora no teu Coração? O Nome que toca no teu corpo como se fosse brisa ou chama? O Nome que te abre os olhos para os dar à Luz! Que Nome tem o Aroma, o eixo chão/céu, a linha do teu corpo e a linha da estrela? O Nome que entra e vai além de Ti e por Ti?

"Nec verbum verbo curabis reddere fidus Interpres - Como tradutor, tomarás cuidado para não traduzir palavra por palavra." Horácio

Dizer o Nome é aceder à substância do símbolo - Tu comungas diretamente com o Espírito, através do Teu Som! A Voz da Terra usa o teu corpo como o xamã usa o tambor. Ela clama pelos teus sentidos, abre-te a boca, os braços, move e gira o teu corpo num jogo de luz e sombra para que digas esse Nome que é A Morada do Teu Sagrado. 

Sobe pelos teus pés A Voz da Mãe Terra, Ela própria que está Aí a cada instante, Ela Toca-Te! Sobe pelos teus pés a permeia aquilo que lhe pertence, amando-Te, amando o Teu Corpo para lhe dar a sentir o êxtase de Ser Vivo! O zumbir do Seu povo animal está em Ti para que digas o Nome! Dizê-Lo e cantá-Lo traz à tua memória o Espírito, a ave em céu aberto nas sensações do teu Corpo!  

O Nome não é o da memória, o Nome ultrapassa-Te para te afundar nas águas cósmicas. Tira-te o Ar para te dar à Luz,  para renasceres! E Tu sentes! É real, o teu Corpo sente esse Nome, pois Ele confirma o teu sentido de pertença!

O Nome transforma o abstrato em sangue do teu sangue. O Nome Verbum que escolhes dizer no limite dos limites do teu choro ... o Nome que te abre a mão, o Nome que dizes de joelhos perante o que não tens como entender, o Nome que dizes tendo no corpo a sensação do Grito que vai e vem dos ossos, o Nome que enfim te liberta quando te vês dentro da morte.

Anjo Amor, diz o Nome que te liberta, clama enfim pela tua liberdade pois tu és Amado. Nessa dor que parece mastigar a tua mente, nas frases multiplicadas pelas mesmas frases, escritas a punho em espelhos multiplicados pelos mesmos espelhos numa espiral descendente de tanto querer ... Anjo Amor, não tens como segurar aquilo que não te pertence. Dá de beber à tua Alma com uma Nova Palavra! 

Vê enfim como és Amado, Anjo Amor ... Diz em coro com o Espírito, Sim, Eu Sou Amada. Sim, Eu Sou Amada. Sim, Eu Sou Amada. Quem Te ama incondicionalmente para além da Tua memória? Quem Te ama quando te deixas cair no chão? 

No chão, vê como estás no perfeito Lugar, no exato ponto entre Chão e Céu ... Vê como És a Mais-Que-Perfeita Flor. Só, e como que em segredo, toca uma flor com toda a ternura e escuta o seu mantra: Eu Sou Amada. Diz o Nome de quem te Ama, e no perfeito lugar do Não Querer, serás a Ponte, a Emanação, a Trindade.   

Diz o Nome de quem Te Ama no ilimitado e para além do teu querer ... Chama-lhe Vento, Mar, Maria ou Estrela ... Chama-lhe Silêncio, mas que saibas acima de Tudo ... Anjo Amor, Tu és Amada!